Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 

HISTÓRIA DE SERRA DO SALITRE

 

 

A origem da pequena Cidade de Serra do Salitre, guarda quando comparada com as demais cidades brasileiras, uma peculiaridade sem par. Tudo começou quando em 13 de julho de 1853. Foi instalado um marco, local onde mais tarde seria edificada uma capela, construída pelo Capitão Luiz Manoel Leite de Alcobaça. O referido capitão, descendente de portugueses residia em uma fazenda nas proximidades de Santana de Patos, perto de uma capelinha na qual assistia missas. Assíduo frequentador daquela casa de orações, o capitão era esperado pelo padre para o início da missa, mesmo quando muito atrasado. Certo dia, por não ser esperado pelo vigário para o início dos serviços litúrgicos, indispôs-se com o mesmo, voltando para casa com a firme intenção de construir uma igreja onde pudesse frequentar livremente. Saindo à procura de lugar conveniente, deparou-se, naquelas imediações, com um lugar alto e bonito, de onde se vislumbrava o horizonte e cujo nome era Espigão do Encosto. Nesta época era ali que se abrigava o gado desta região, que posteriormente era levado para o abate em São Paulo. Assim surgiu o povoado que viria a constituir a atual Cidade de Serra do Salitre, localizada segundo a vontade do Capitão Luiz Manoel Leite de Alcobaça, no alto da colina, numa altitude de 1.250 metros. Neste local foi erguido o Cruzeiro e pouco depois foi construída uma morada, cujo padroeiro foi São Sebastião. Situada na parte superior da praça, a pequena igreja que recebeu o nome do padroeiro, serviu como elemento aglutinador, pois ao seu redor reunia o povo para a realização de missas e festas periódicas, o que deu início as primeiras residências. O Capitão também ali fixou residência, tendo residido na localidade durante muitos anos, numa velha casa situada na atual Rua Mestre Candinho. Em 19 de agosto de 1861, foi criado o Distrito, com a denominação de São Sebastião de Serra do Salitre, pertencente à Vila do Patrocínio e Comarca do Rio Dourado.  Na mesma data da criação, foi criado o cartório sendo o primeiro escrivão o Sr. Joaquim Ferraz de Araújo. Em 1886, foi criada e instalada a Paróquia com a mesma denominação de São Sebastião de Serra do Salitre, pertencente ao Estado de Goiás, sendo constituído vigário o Pe. Joaquim Teles Alves de Souza. No ano de 1887, foi construída uma ampla e bonita igreja em madeira torneada, com paredes de pau-a-pique a qual passou s servir de palco das festas e missas. A criação do cemitério data da mesma época.

 

Em 1936, foi a antiga igreja esculpida em madeira, substituída pela atual Igreja Matriz de São Sebastião.

 

Em 1945, o distrito foi elevado à categoria de vila e pela Lei Municipal nº 1039 de 12 de dezembro de 1.953, foi criado o Município de Serra do Salitre, desmembrando-se do Município de Patrocínio.

 

A partir daí Serra do Salitre, seguiu em busca de desenvolvimento, tendo sempre como alvo principal, o elemento humano, contanto sempre com a colaboração de seus homens públicos e principalmente de seus cidadãos comuns, todos unidos em torno de uma só ideia, a de construir Serra do Salitre, denominação que convém lembrar, deve-se ao fato de ali existirem muitas serras e salitre em quantidade nos rios.